Participe de nossas redes sociais:
siga o EncontraTO no Facebook
siga o EncontraTO no twitter
participe da página EncontraTO no Google+


O estado brasileiro mais novo, e onde se localiza o famoso Parque Estadual do Jalapão, o Tocantins é detentor de grandes belezas e de diversas Unidades de Conservação ambientais, que atraem pessoas de todo o Brasil.





Palmas - Tocantins

Sobre o estado de Tocantins (TO)

O Tocantins é uma das 27 unidades federativas do Brasil, sendo seu mais novo estado. Está localizado a sudeste da Região Norte e tem como limites o Maranhão a nordeste, o Piauí a leste, a Bahia a sudeste, Goiás a sul, Mato Grosso a sudoeste e o Pará a noroeste. Ocupa uma área de 277.620 km², pouco menor que o Equador, e ligeiramente maior que Burkina Faso e Nova Zelândia. Sua capital é a cidade planejada de Palmas. Na bandeira nacional e no selo nacional do Brasil, o Tocantins é representado pela estrela Adhara (ε Canis Majoris).

As maiores cidades do estado são respectivamente: Palmas, Araguaína, Gurupi, Porto Nacional e Paraíso do Tocantins. Juntas, estas cinco cidades abrigavam em 2009 cerca de 36,5 % da população total do estado. O relevo apresenta chapadas ao centro, ao sul e ao leste, a Serra Geral a sudeste, a Serra Traíras (ou das Palmas) ao sul, e a planície do Araguaia, com a ilha do Bananal, nas regiões norte, oeste e sudoeste. São importantes o rio Tocantins (incluindo o rio Maranhão), o rio Araguaia, o rio Javaés, o rio do Sono, o rio das Balsas, o rio Manuel Alves e o rio Paranã. O clima é tropical.

A economia se baseia no comércio, na agricultura (arroz, milho, feijão, soja, melancia), na pecuária e em criações.

História

O Estado de Goiás tinha uma grande região geográfica, mas maior que sua extensão era a diferença da qualidade de vida de quem vivia no norte e no sul do estado goiano. Sendo a capital Goiânia localizada mais à região sul, e com a construção de Brasília, o sul de Goiás rapidamente se desenvolveu, se tornando uma região próspera e rica, com grande ênfase na indústria e no agronegócio, um estado promissor a novos investimentos, com grandes usinas hidrelétricas em construção e em projeto, como em Itumbiara, Cachoeira Dourada e Serra da Mesa. Assim, a região sul de Goiás se desenvolvia a todo vapor.

Devido à distância e a terras com pouca cultura, e pela falta de tecnologia para cultivos agrícolas, a região norte goiana sempre se tornou atrasada em relação ao resto do estado. Assim, a população e autoridades dessa região, preocupadas com o desenvolvimento, decidiram não mais brigar para que o Governo de Goiás olhasse para o norte: optaram por se libertarem e constituírem um novo estado brasileiro. Daí, nasceu a ideia do que futuramente viria a ser o novo Estado do Tocantins.

Em 1821, Joaquim Teotônio Segurado chegou a proclamar um governo autônomo, mas o movimento foi reprimido e a luta pela emancipação do norte goiano ficou estagnada até que em 13 de maio de 1956 Feliciano Machado Braga, juiz de Direito de Porto Nacional juntamente com Fabrício César Freire, Osvaldo Cruz da Silva, Joâo Matos Qunaud, Dr. Francisco Mascarenhas e Dr. Severo Gomes, lançou o "Movimento Pró-Criação do Estado do Tocantins" como uma expressão do desejo emancipacionista do norte de Goiás.

A ocorrência de intensos conflitos agrários na região do "Bico do Papagaio" na divisa entre o norte de Goiás, o Pará e o Maranhão a partir de 1960 soergueu a causa dos que defendiam a emancipação da região ao longo das décadas seguintes.

Em 5 de outubro de 1988 o norte de Goiás finalmente é emancipado e passa a se chamar Tocantins. Em 1º de janeiro de 1989 a Unidade Federativa do Tocantins é oficialmente instalada.

Geografia

Vegetação

A vegetação do Tocantins é bastante variada; apresenta desde o campo cerrado, cerradão, campos limpos ou rupestres a floresta equatorial de transição, sob forma de "mata de galeria", extremamente variada.

esultantes da interação entre altitudes, latitudes, relevo, solo, hidrografia e o clima, o estado pode ser dividido em três regiões que são:

  • Região Norte: de influência Amazônica, caracterizada pelas florestas pluviais.
  • Região do Médio Araguaia: constituída, principalmente, pelo complexo do Bananal - onde se encontram os cerrados associados às matas de Galeria e à Floresta Estacional Semidecidual.
  • Região Centro-Sul e Leste: onde predomina o cerrado com algumas variações de Floresta Estacional Decidual nas fronteiras de Bahia- Goiás.

Relevo

O relevo do Estado do Tocantins é sóbrio. Pertence ao Planalto Central Brasileiro. Caracteriza-se, sobretudo, pelo solo sob cerrados, predominando, na sua maioria, superfícies tabulares e aplainadas, resultantes dos processos de pediplanação.

Serras e Formações Geológicas:

  • Morro Solteiro - em Wanderlândia
  • Serra dos Cavalos - em Babaçulândia
  • Serra da Capela - em Piraquê
  • Serra da Raposa - em Piraquê
  • Serra do Lajeado - em Palmas
  • Serra do Estrondo - em Paraíso do Tocantins
  • Serra Traíras (ou das Palmas) - em Paranã
  • Serra do Espírito Santo - em Mateiros
  • Morro da Igreja - em São Félix do Tocantins
  • Morro da Agrocan - em Araguaína
  • Morro da Pedra Furada - no Jalapão
  • Dunas do Jalapão
  • Chapadas de areia

Clima

O clima predominante no estado é tropical caracterizado por uma estação chuvosa (de outubro a abril) e outra seca (de maio a setembro). É condicionado fundamentalmente pela sua ampla extensão latitudinal e pelo relevo de altitude gradual e crescente de norte a sul, que variam desde as grande planícies fluviais até as plataformas e cabeceiras elevadas entre 200 a 600 metros, especialmente pelo relevo mais acidentado, acima de 600 metros de altitude, ao sul.

Hidrografia

A hidrografia do estado do Tocantins é delimitada a Oeste pelo Rio Araguaia, a leste pelo Rio Tocantins. Ambos correm de sul para norte e se unem no setentrião do estado banhando boa parte do torrão tocantinense.

Rio Tocantins em Palmas - Tocantins
Rio Tocantins em Palmas - TO

O PRODIAT, Projeto de Desenvolvimento Integrado da Bacia do Araguaia/Tocantins, dividiu a hidrografia do estado em duas sub-bacias a saber:

  • Sub-bacia do Rio Araguaia: formada pelo Rio Araguaia e seus afluentes, tendo um terço de seu volume no estado.
  • Sub-bacia do Rio Tocantins: formada pelo Rio Tocantins e seus afluentes, ocupando dois terços de seu volume aproximadamente no Estado.

O rio Tocantins nasce na Lagoa Formosa em Goiás a mais de 1.000m de altitude. Ele forma-se depois de receber as águas dos rios das Almas e Maranhão. Sendo um rio de planalto, lança suas águas barrentas em plena baía de Guajará no Pará.

Unidades de Conservação

O Estado do Tocantins possui várias Unidades de Conservação de âmbito Federal e Estadual.
As Unidades de Conservação Federais são:

  • Parque Nacional do Araguaia
  • Área de Proteção Ambiental Serra da Tabatinga
  • Estação Ecológica Serra Geral
  • Reserva Extrativista do Extremo Norte do Tocantins
  • Área de Proteção Ambiental Meandros do Araguaia

As Unidades de Conservação Estaduais são:

  • Parque Estadual do Cantão
  • Parque Estadual do Jalapão
  • Parque Estadual do Lajeado
  • Monumento Natural das Árvores Fossilizadas
  • Área de Proteção Ambiental Bananal-Cantão
  • Área de Proteção Ambiental Santa Tereza
  • Área de Proteção Ambiental Nascentes de Araguaína
  • Área de Proteção Ambiental Peixe-Angical
Parque Estadual do Jalapão - Tocantins
Parque Estadual do Jalapão, Tocantins.

Em 5 de abril de 2005, através da Lei Estadual nº 1.560, o Governo do Estado do Tocantins instituiu o Sistema Estadual de Unidades de Conservação (SEUC), estabelecendo os critérios e normas para a criação e gestão das unidades estaduais.

Economia

O Tocantins, estado mais novo da nação, é conhecido como uma terra nova, de novas possibilidades e oportunidades, atrativa para migrantes e propícia ao aporte de novos investimentos com uma série de incentivos fiscais: a economia tocantinense está assentada em um agressivo modelo expansionista de agroexportações e é marcada por seguidos records de hiper-superávits primários: cerca de 89% de sua pauta de exportação é soja em grão, cerca de 10% é carne bovina e 1% outros, revelando sua forte inclinação agropecuária.

Sua indústria é principalmente a agroindústria, centralizada em seis distritos instalados em cinco cidades-polo: Palmas, Araguaína, Gurupi, Porto Nacional e Paraíso do Tocantins. Sua indústria é ainda pequena e voltada principalmente para consumo próprio.

Demografia

Etnias

Cor/Raça Porcentagem
Brancos 25,5%
Negros 4,0%
Pardos 70,2%
Amarelos ou Indígenas 0,3%

Fonte: PNAD (dados obtidos por meio de pesquisa de autodeclaração).

Infraestrutura

Educação

Resultados no ENEM
Ano Português Redação
2006
Média
30,76 (27º)
36,90
45,96 (26º)
52,08
2007
Média
42,77 (27º)
51,52
50,70 (27º)
55,99
2008
Média
34,92 (25º)
41,69
56,25 (25º)
59,35

As principais faculdades e universidades do Tocantins são:

  • Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS)
  • Instituto Federal do Tocantins (IFTO)
  • Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA) - Palmas
  • Faculdade Católica do Tocantins (FACTO) - Palmas
  • Faculdade de Palmas (FAPAL) - Palmas
  • Faculdade Serra do Carmo (FASEC) - Palmas
  • Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (ITPAC) - Araguaína/Porto Nacional
  • Faculdade Católica Dom Orione (FACDO) - Araguaína
  • Centro Universitário UNIRG - Gurupi
    União Educacional de Ensino Superior do Medio Tocantins (UNEST) - Paraíso do Tocantins
  • Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Paraíso (FEPAR-FECIPAR) - Paraíso do Tocantins
  • Faculdade Integrada de Ensino Superior de Colinas (FIESC) - Colinas do Tocantins
  • Faculdade Antônio Propício Aguiar Franco (FAPAF) - Pium

Regiões Turísticas e Culturais

  • Parque Estadual do Jalapão
  • Praias do Rio Araguaia e Rio Javaés
  • Ilha do Bananal
  • Palmas
  • Taquaruçu (distrito de Palmas)
  • Peixe
  • Cidades históricas (Região sudeste do estado, além de Porto Nacional e Monte do Carmo)

 

Índice

Guias no Tocantins

Outros Estados

Dados

Gentílico tocantinense

Bandeira do Tocantins
(Bandeira)

Brasão do Tocantins
(Brasão)

Localização

Região Norte
Estados limítrofes: Maranhão, Piauí, Bahia, Goiás, Mato Grosso e Pará
Mesorregiões: 2
Microrregiões: 8
Municípios: 139

Capital

Palmas

Governo (2011 a 2014)

Governador José Wilson Siqueira Campos (PSDB)
Vice-governador: João Oliveira (DEM)
Deputados Federais: 8
Deputados Estaduais: 24
Senadores:João Ribeiro (PR), Kátia Abreu (DEM), Leomar Quintanilha (PMDB)

Indicadores (2008)

Esper. de vida 71,6 anos (16º)
Mort. Infantil 26,4‰ nasc. (17º)
Analfabetismo 14,4% (18º)
IDH 0,756 (15º) - médio - 2005

Características geográficas

Área 277 620,914 km² (10º)
População
1 292 051 hab. (24º) (2009)
Densidade
4,65 hab./km² (22º)
Altitude
médias de 300 a 900 metros
Clima
Tropical (Aw)
Fuso horário UTC-3

Economia (2007)

PIB R$11.094.000.000,00 (24º)
PIB per capita R$8.921,00 (16º)

Site do governo

www.to.gov.br